terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Dungeon Lords

Jogo bem interessante assinado pelo autor Vlaada Chvátil. O cara é bem versátil na hora de combinar temas com mecânicas e ele também é criador do Space Alert (um game que quem já jogou, ama ou detesta). Em Dungeon Lords os players são criaturas escavando seus calabouços e, no intervalo de dois anos, os locais serão atacados por heróis em busca de tesouros. A imagem da caixa a seguir sintetiza brilhantemente a ideia central da brincadeira.



Cada jogador opera um mini tabuleiro e possui alguns "gerentes" para administrar seu dungeon. A cada rodada é possível conseguir comida, garimpar ouro, escavar corredores/quartos, contratar monstros e fazer armadilhas. Os players fazem escolhas destas ações em um tabuleiro maior. A ordem de escolha sempre garante benefícios diferentes e a todo momento as estratégias devem ser repensadas. Jogamos com a expansão do festival de animais de estimação e, honestamente, eu acho que deu uma atrapalhada devido ao grande número de regras extras.



No decorrer de um ano, os players vão subindo o nível de maldade de seus dungeons. Isso é perigoso, pois o dungeon com mais fama de "evil" vai atrair os aventureiros mais fodões. Logo, é importante gerenciar esse atributo. Se seu dungeon estiver com níveis de maldade muito altos pode atrair paladinos que são bem difíceis de matar. Os ataques dos aventureiros funcionam em "waves" e há toda uma dinâmica dos guerreiros atacarem, healers curarem e magos invocarem feitiços. A inteligência artificial é bem interessante nessa parte do jogo.



O pack de componentes é bem legal: cartas, marcadores, pecinhas de madeira e por aí vai. A arte é caricata e o grande destaque são as miniaturas plásticas dos imps.



O ponto complicado do game é o manual de instruções. Definitivamente é preciso estudar as páginas para compreender as diversas possibilidades do game. São muitas regras e se perder é muito fácil. Toda hora tivemos que ler e reler determinadas passagens que não ficaram claras.

Imagens do BGG. Vale a pena clicar aqui e ler todo o conteúdo.

2 comentários:

Raphael Neto disse...

A idéia é muito parecida com o jogo de computador Dungeon Keeper, já jogou este Vince ?

VINCE VADER disse...

Sim! Lembra um pouco, Raphael. =)