quarta-feira, 24 de março de 2010

Boardgames com interação eletrônica em 1983

Você é daqueles que pensa que EYE OF JUDGEMENT de Play 3 é uma novidade em termos de integração tabuleiro + digital? Vou te apresentar uma "novidade", então. Em 1983 o videogame ODISSEY já brincava com a possibilidade de criar um boardgame que se desdobrasse de alguma maneira interfaceando o tabuleiro com a TV. Pois é, nos idos de 1983 eram lançados alguns games aqui no Brasil que vinham em grandes caixas de tabuleiro, mas com um cartucho de videogame dentro. A ideia era jogar com dados no tabuleiro amparado pelo recurso visual da TV que oferecia elementos de aleatoriedade e "animações". Essa semana achei um site com edições da revista ODISSEY AVENTURA e lembrei que meu pai tinha um exemplar dessa preciosidade.

É brilhante do ponto de vista de inovação. Você reunia os amigos para uma partida de tabuleiro, mas que oferecia combates, enigmas e textos secretos na tela da televisão. Observem a seguir algumas belas imagens desse produto:



A revista ODISSEY AVENTURA de 1983 descreve de maneira singular esse fenômeno que eu reproduzo a seguir: "Os jogos estratégicos são o mais importante lançamento no mundo dos videogames e só foram possíveis graças à tecnologia do Odissey, que criou o exclusivo teclado alfa-numérico, permitindo a combinação da estratégia dos jogos de tabuleiro com a agilidade e emoção dos jogos eletrônicos. EM BUSCA DOS ANÉIS PERDIDOS, A CONQUISTA DO MUNDO e WALL STREET são os três primeiros lançamentos* desta série inteiramente nova, em termos de conceitos e tecnologia de videogames, não só no Brasil, mas em todo o mundo. Você vai enfrentar dragões, batalhas no deserto, conquistar países, ou até mesmo transformar-se num gênio das finaças**".

Aliás, um obrigado todo especial aos editores que um dia fizeram essa bela revista e um obrigado especial para quem digitalizou página por página as edições!

*Três primeiros e únicos.
**UAU! MEu sonho de criança! Ser um gênio de finanças!

4 comentários:

GamersPoA - Ubiratã Oliveira disse...

eu tinha o odyssey e comprei esse game...mas na epoca tinha 10 anos e meio que viajava...botei fora o console e o jogo...FDP burro...fazer o que né coisa de guri ...
braços...

VINCE VADER disse...

Ahahaha, não se culpe Ubiratã! Imagina só jogar isso hoje! Das duas uma: ou os olhos iam encher de lágrimas ou a gente ia olhar e achar ridículo. Abração!

Ale AC disse...

Eu tinha um Odyssey e meu sonho era esse jogo. Nunca consegui... Mas apenas a visualização das imagens aqui do post me deixou muito feliz.

Igor Knop disse...

Eu tenho um Odyssey mas nunca consegui esse jogo. :-(